1

Disco de vinil o retorno e a reedição em vinil de grandes nomes como Nirvana e Legião Urbana

 Enquanto as vendas de CD continuam em declínio e MP3s são trocados sem barreiras, o antes "jogado às traças" LP está ensaiando seu retorno. As informações são da revista "Rolling Stone" americana. 


Em 2007, de acordo com uma pesquisa da Nielsen SoundScan - instituição que monitora a movimentação da indústria fonográfica -, cerca de um milhão de LPs foram comprados, contra 858 mil em 2006. Baseado nas vendas de 2008 até agora, esse número pode subir para 1,6 milhão até o fim do ano. Enquanto isso, segundo a Associação da Indústria Fonográfica da América, o consumo do CD caiu 17,5% durante o mesmo período. As vendas de toca-discos - que despencaram de 1,8 milhões em 1989 para parcos 275 mil em 2006, de acordo com Associação de Consumo de Eletrônicos - sofreram uma reviravolta no ano passado, quando quase meio milhão foram vendidos.

Quer fazer um vinil? A Polysom já está funcionando; veja entrevista


Se você esperava ansiosamente por esta notícia, pode se animar. A Polysom, única fábrica de vinil da América latina, voltou a funcionar. 

Desativada desde outubro de 2007, a Polysom foi comprada no começo de 2009 pelos proprietários da Deckdisc – os produtores Rafa Ramos (foto) e seu pai João Augusto. Desde então eles promoveram uma verdadeira empreitada em prol dos bolachões e, diga-se de passagem, da cultura nacional. A fábrica fica localizada no prédio de Areia Branca, bairro do município de Belford Roxo, no Rio de Janeiro.

Eles administraram uma reforma geral no lugar, com máquinas novas, profissionais, pesquisas na Europa. Ou seja, os sócios fizeram de tudo para reabrir a fábrica de uma maneira completamente digna, com qualidade equivalente aos fabricantes gringos. Lembrando: apesar da compra, a Polysom é uma empresa e a Deckdisc é outra.

Bem, finalmente a fábrica será reinaugurada. E, saiba, ela já está recebendo pedidos de todos os tipos e tamanhos. O Viva o Vinil! do site da MTV conversou com um dos donos, Rafa Ramos,para saber mais detalhes.

– Quais serão os primeiros vinis lançados pela Polysom?

Rafa Ramos – Fizemos quatro títulos da Deckdisc: Cachorro Grande (Cinema), Pitty (Chiaroscuro), Nação Zumbi (Fome de Tudo) e Fernanda Takai (Onde Brilhem Os Olhos Seus). Eles serão lançados no início de fevereiro.

O que eles trazem de diferente do CD?
São edições chiquérrimas! Até porque a gente sabe que quem gosta de vinil gosta de qualidade, de um encarte bonito e tal. O encarte do vinil da Cachorro Grande é maravilhoso! É um livro.

E quais são as primeiras encomendas?
Desde dezembro de 2009 a Polysom tem recebido vários pedidos. Por exemplo, muitos títulos de várias gravadoras grandes, como EMI, Universal e Sony. Os independentes também, como é o caso do Tor (cantor da banda punk Zumbis do Espaço e que tem um trabalho solo de country). E tem muita gente fazendo orçamento.

Tem alguma encomenda de fora do Brasil?
Sim, por enquanto, da Argentina e Chile. DJs e bandas.

Você tem mais algum projeto em vista?
A Deckdisc está encubando um selo, ainda sem nome, que irá lançar compactos de bandas novas. Quero lançar singles em vinil e para download. E o primeiro lançamento será um split com músicas inéditas do Mukeka di Rato e Dead Fish. Tudo indica que teremos isso em março ou maio desse ano.
Orçamentos e encomendas: comercial@polysom.com.br

Nirvana: primeiro disco ganha reedição em vinil duplo com raridades

A gravadora Sub Pop continua investindo no seu catálogo de ouro e, depois do anúncio das reedições dos vinis do Mudhoney, chega a vez no Nirvana. Bleach (1989), o primeiro disco do Nirvana e o único pela Sub Pop, será relançado em uma edição de luxo para comemorar seus 20 anos.


A nova edição de Bleach será lançada em CD e vinil branco duplo. E além do disco com áudio remasterizado pelo produtor original Jack Endino, a nova edição vai incluir uma gravação, inédita até então, de um show em 9 de fevereiro de 1990 em Portland, Oregon, com 11 faixas. Fotos da banda nunca publicadas completam o pacote. Mas é bom esperar um pouco, porque o lançamento só chega às lojas dia 3 de novembro.

E para os fãs do Legião Urbana

Tudo indica que a discografia da Legião Urbana será relançada em vinil. A gravadora EMI, dona do passe da banda, está discutindo o projeto, por isso mesmo, não há data de lançamento e nem se sabe se haverá um LP ao vivo incluso.



 
fonte ( viva o vinil site MTV )

1 Comentário:

Montanari rebobinou e disse...

Minha tia é louca por vinil. Mesmo eu tendo regravado todos os discos que ela gostava em CD, ela ainda foi atrás de uma vitrola velha pra ouvir os seus saudosos sucessos. Nem tanto pelo som, que muitos dizem gostar, mas pelo carinho à coleção. Seria bom se algumas coisas das antigas voltassem mesmo. A modernidade tira um pouco da poesia e do romantismo do mundo.

Postar um comentário

REGRAS DO BLOG
- Todos os comentários são moderados e só ficarão disponíveis após serem aprovados.

SERÃO BLOQUEADOS OU APAGADOS AQUELES COMENTÁRIOS QUE CONSISTAM EM:
- Ofensas, grosserias e discordâncias desrespeitosas contra o autor do blog, ou outros comentaristas;
- Comentários com o objetivo exclusivo de perturbar (trollagens, provocações e bullying virtual)
- Comentários sem relação alguma com o conteúdo;
- Comentários duplicados;
- Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa, grupo de pessoas e instituições;
- Pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
- Propagandas políticas, religiosas, de produtos e serviços.
- Comentários que caracterizem prática de spam;

 
no-repit center;