1

No olho do furacão ( poema )


No olho do furacão


SOS, desespero e calmaria
é essa momentânea sensação de bem estar
nas palmas das suas mãos,um grande desastre
mas com um beijo, flores, muitas flores.

Era se possível ver o céu, azul
paz, doce paz, aos homens de boa vontade
no olho do furacão, boa vontade e amor
caos ao redor, catástrofe, consumiam as almas
mas dentro dela, eu sou mas eu
no olho do furacão.

Os ventos calmos no eixo da rotação
se fizeram em tempestades, turbulentas ventanias
no olho do furacão.

É assim que sempre acontece, repentino
era o caos, e o divino
no interior da destruição
aquela paz que ela sempre trazia
paz que se fizeram em ventanias
no olho do furacão.


(marcos mariano)
Copyright tradicional (todos os direitos reservados)

Ola a todos!!!!!!!
Eu fico impressionado como a tempestade e a bonança podem conviver juntos num mesmo espaço, como a paz e o caos podem andar de mãos dadas, as vezes observo casais que só faltam se matar e ainda sim ficam anos e anos juntos, amizades que perduram, mesmo em meio a desavenças, conflitos de idéias e opiniões.

Eu não entendia muito bem como casos como esses podiam existir, até que vi uma matéria na tv, num canal fechado que falava sobre os furacões.
Essa matéria dizia que no centro dos furacões, no olho do furacão não há toda essa ventania e turbulência que vemos no exterior do furacão pelo contrario é calmo.

E foi ai que eu fiquei pensando que de repente seja isso que acontece nesses casos que citei acima, de alguma forma, em algum momento ou lugar, essas pessoas encontro paz, e felicidade mesmo em meio a toda turbulência em que vivem, e foi com esse pensamento que escrevi esse poema, acho que relacionamentos, amizades assim, são como os furacões, o único problema é que por mais calmo que um furacão seja no seu centro ele sempre deixa um rastro de destruição.

1 Comentário:

Montanari rebobinou e disse...

Eu já não creio que seja isso, acho que na verdade é comodismo. Não, na verdade nem isso. O fato é que o ser humano mesmo que não admita, é carente por natureza. Todos nós, mesmo que achemos que não, temos medo de ficar sozinhos, medo de morrer sozinhos. Então, muitos de nós acabam se acomodando numa relação não tão boa, mesmo que não seja aquele "romance dos sonhos", porque preferem ficar antes mal acompanhados do que sozinhos.
Talvez inicialmente se pense "que idéia absurda", mas não, muita gente se apega ao que tiver pela frente, no medo insano de ser solitário.

Postar um comentário

REGRAS DO BLOG
- Todos os comentários são moderados e só ficarão disponíveis após serem aprovados.

SERÃO BLOQUEADOS OU APAGADOS AQUELES COMENTÁRIOS QUE CONSISTAM EM:
- Ofensas, grosserias e discordâncias desrespeitosas contra o autor do blog, ou outros comentaristas;
- Comentários com o objetivo exclusivo de perturbar (trollagens, provocações e bullying virtual)
- Comentários sem relação alguma com o conteúdo;
- Comentários duplicados;
- Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa, grupo de pessoas e instituições;
- Pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
- Propagandas políticas, religiosas, de produtos e serviços.
- Comentários que caracterizem prática de spam;

 
no-repit center;