12

LEGIÃO URBANA - HA TEMPOS ( ANALISANDO LETRA )


Ola a todos!!!!!
       É difícil saber exatamente o que um poeta, seja ele lírico ou romântico ou seja qual for a linha que ele siga, o que ele realmente quer dizer na sua obra, seja ela cantada ou recitada, fico admirado com poesias e canções que trazem em suas letras elementos abstratos, paradoxos, que muitas das vezes nos fazem viajar no pensamento em busca da real intenção com a qual aquele verso foi escrito, e é isso que tenho tentado fazer nesse espaço do analisando letra, você pode concordar ou discordar de tudo, é só deixar seu comentário, tudo postado nesse blog é fruto de pesquisas e minhas reflexões.

Hoje estarei postando aqui uma outra musica do legião que também muito me aguçou a curiosidade. Esta música foi escrita na fase apático depressiva de Renato Russo, o período de sua composição foi marcado por uma depressão aguda de Renato, e como é de costume em suas letras ele aborda não só a sua situação, mas também tudo em seu redor, o comportamento humano.


ASSISTA AO CLIP DA MUSICA E LOGO APÓS A ANALISE


 
ANALISANDO LETRA:---------------------------------------

 
“Parece cocaína” –Essas duas palavras traduzem um momento em que a vida, parece boa e feliz como os instantes de prazer que a droga traz


“Mas é só tristeza” – Já aqui, mostra que a realidade cedo ou tarde vem à tona e você percebe que era tudo ilusão ( isso acontece muito quando acreditamos em alguém e esse alguém nos decepciona )

  "Talvez tua cidade" -Nesse trecho ele demostra um claro desejo de fugir acreditando-se que o problema esta no lugar em que vive, esse é o sentimento que muitos tem diante de uma dificuldade pensam logo em fugir.

“Muitos temores nascem
Do cansaço e da solidão” – Fica claro aqui , que, em momentos ruins em que não se tem certeza de mudanças, em que tudo parece estar perdido, os únicos sentimentos que lhe vem a tona são os medos e os temores de tudo em sua volta.

“Descompasso, desperdício” – Já nessa parte, o autor da exemplos de que, quando se tem medo não se consegue pensar, você mete os pés pelas mãos, faz besteiras(descompasso), e é capaz de desperdiçar tudo de bom que ainda lhe restou, amigos, família e muitas das vezes até a própria vida.

“Herdeiros são agora
da virtude que perdemos…” – Aqui ele diz que as novas gerações são sempre herdeiras do processo progressivo de perda de valores e virtudes da geração anterior, ao menos no último século.

“Há tempos tive um sonho
não me lembro, não me lembro… - Esse trecho expressa que em momentos de dor, esquecemos nossos sonhos nossos ideais, abandonamos tudo.

“Tua tristeza é tão exata
e hoje o dia é tão bonito
já estamos acostumados
a não termos mais nem isso…” – Já nesse verso, o autor diz que, diante de uma profunda tristeza não se repara mas na beleza ao seu redor, não se da mas valor a vida, os dias bonitos tornam-se cada dia mais cinzentos, até que se perde as forças e se acostuma a conviver com a dor.

Os sonhos vêm e os sonhos vão
e o resto é imperfeito…” -Aqui ele fala da única coisa que ainda lhe traz algum consolo. O sonho é a única coisa perfeita em meio a uma grande turbulência, logo, inatingível. Quem não sonha, não aspira à melhora.

“Dissestes que se tua voz
tivesse força igual
à imensa dor que sentes
teu grito acordaria
não só a tua casa
mas a vizinhança inteira…” – Aqui ele expressa a imensidão intangível da dor que se sente, "teu grito acordaria à todos na sua vizinhança". Como não transmitiria fidedignamente a dor que sente, ele fez esta comparação para exprimir o tamanho da sua dor.

“E há tempos
nem os santos têm ao certo
a medida da maldade... - Nesse verso, agente entende que, ninguém sabe o quanto uma pessoa pode ser ruim, e nem de quem esperar o mal.

E há tempos são os jovens
que adoecem
e há tempos
o encanto está ausente
e há ferrugem nos sorrisos
só o acaso estende os braços
a quem procura
abrigo e proteção…” – Os jovens já crescem aprendendo o que é ruim, e cedo perdem a inocência o encanto, e se tornam pessoas falsas, (ferrugem no sorriso, o tal sorriso amarelo de falsidade), insensíveis sem amor, e no momento em que mas se precisa, não se pode contar com ninguém, a não ser com a sorte, só o acaso parece nos favorecer.

“Meu amor!
Disciplina é liberdade
Compaixão é fortaleza
Ter bondade é ter coragem... – Aqui, ele revela  que conversa com uma pessoa muito querida, mas não deixa claro quem é, e expõe virtudes necessárias para se vencer uma adversidade, ou até mesmo virtudes que uma pessoa deve ter.

Lá em casa tem um poço
Mas a água é muito limpa…” – É difícil saber realmente o que ele quis dizer aqui, mas ao que me parece, ele fala aqui de valores familiares que devem ser preservados, o próprio Renato diz em seu  livro Renato Russo de A a Z, que ele muitas vezes se sentiu muito mal por ter uma família tão maravilhosa. Seguindo algumas ideias de colegas legionário, acredito que o poço tá relacionado a própria família que ele tanto admirava, inclusive na ética, na moral, nos bons costumes, o que se chocava com a realidade do mundo, ( poço se referiria a casa, um lugar onde você se sente seguro e água limpa a púresa do lar da família que muitos não dão valor).

Percebam: " lá em casa tem um poço, "MAS" a água é muito limpa..."

Esse " mas " dá uma ideia de adversidade. Poço pode ter em qualquer lugar, mas será que a água é limpa.
 
Ha tempos -Legião Urbana (letra)


Parece cocaína
Mas é só tristeza
Talvez tua cidade
Muitos temores nascem
Do cansaço e da solidão
Descompasso, desperdício
Herdeiros são agora
Da virtude que perdemos...

Há tempos tive um sonho
Não me lembro, não me lembro...

Tua tristeza é tão exata
E hoje o dia é tão bonito
Já estamos acostumados
A não termos mais nem isso...

Os sonhos vêm e os sonhos vão
E o resto é imperfeito...

Dissestes que se tua voz
Tivesse força igual
À imensa dor que sentes
Teu grito acordaria
Não só a tua casa
Mas a vizinhança inteira...

E há tempos
Nem os santos têm ao certo
A medida da maldade
E há tempos são os jovens
Que adoecem
E há tempos
O encanto está ausente
E há ferrugem nos sorrisos
Só o acaso estende os braços
A quem procura
Abrigo e proteção...

Meu amor!
Disciplina é liberdade
Compaixão é fortaleza
Ter bondade é ter coragem (Ela disse)
Lá em casa tem um poço
Mas a água é muito limpa...

12 Comentários:

Biel rebobinou e disse...

ele fizeram muito sucesso acho que ainda fazem maseu não curto muito esse tipo de som. To te seguindo. Visita meu blog

Anônimo rebobinou e disse...

Essa parte, de la em casa tem um poço mas a aguá é muito limpa, Na minha opinião, quis dizer de que quando a vida se torna depressivamnete ao extremo a sua vida sem graça e com rancor mas ao mesmo tempo com bondade a apelação dos bons é pela bondade única e cingela. Ele quis dizer que a pessoa é boa de coração e diz tambem que entre familias são entendidas a quem dar idéia de bondade. Resumindo a pessoa depressiva, se torna pura, pelos tristes dias, se acostuma com arrependimentos do passado, só quem tem entende, é uma coisa complicada. Mas só quem tem entende.

Anônimo rebobinou e disse...

Acho que ele fala da família (poço)algo profundo com valores éticos e morais, que para um jovem rebelde pode nem sempre e bem compreedido.Entretanto ele reconhece a integridade desses valores e diz que é muito limpa.

Dani rebobinou e disse...

Na verdade, acho q essa música fala sobre drogas msm. Qdo ele fala "parece cocaína" n é uma metáfora, ele está msm falando da cocaína e do efeito d felicidade momentânea q ela pod causar. Td o resto da música fala sobre o sofrimento q vem dps c o uso de drogas. Isso pode ser reafirmado pelo trecho q ele fala "E há tempos são os jovens q adoecem". Ele trata o viciado como um doente, como a própria psiquiatria atual costuma tratar. E sobre o poço, acredito q ele faca uma referencia a si msm ou a qqr viciado em drogas. La em casa e uma referencia a si msm e o poço representa a profundidade de seus sentimentos q, ao msm tempo e talvez contraditoriamente a ideia q se faz d um viciado, sao puros e limpos como a agua do poco.

Anônimo rebobinou e disse...

O que me fez procurar um site ou uma explicação, foi justamente a última frase: A sua explicação imagino que tem mais a ver com o que vc pesquisou dele.. sobre a vida e família. Esses dados eu realmente nunca pesquisei.. e pensando sobre a ultima frase a minha conclusão seria algo assim:

..ter bondade é ter coragem..
... lá em casa tem um poço, mas a água é muito limpa..

Já ouvi várias veses um dito popular: "Poço de bondade" Fulano é um poço de bondade!

Então, imagino que o poço da casa dele era um poço de bondade... "...mas a água é muito limpa".. qnto esta ultima parte não consigo chegar a uma conclusão, ou seja: Lá em casa tem um poço de bondade, mas a água é muito limpa?? seria ingenuidade pra "água muito limpa"? Não ver maldade em nada?... sei lá..

Luiz Fernando rebobinou e disse...

Luiz Fernando rebobinou e disse...

É claro que a verdade real acerca da interpretação se foi com o cantor. Podemos, baseado no que lemos a respeito e no que nós propriamente temos de bagagem, da vida, traçar suposições. Segue minha opinião: "...lá em casa tem um poço, mas a água é muito limpa". Ele conhece o poço e sabe que ali há água limpa, ou seja, pureza de sentimentos e valores preservados. Talvez ele se ache sujo, nesse momento, para buscar da água limpa do poço que há em sua casa, e assim contaminá-la. Abraço a todos. Parabéns pelo blog e pelas reflexões.

Marcos Mariano rebobinou e disse...

Olá Luiz Fernando

Obg por prestigiar o Rebobinando, o que nos resta é tentar entender, certos ou errados, o importante é o que cada um tira de lição para si, dessas canções magníficas, muito boa sua interpretação faz sentido.

Abraços

Anônimo rebobinou e disse...

... ... Valeu por decifrar!

Anônimo rebobinou e disse...

A parte da água do poço...
Água de poço é limpa por definição. A composição do subsolo age como um filtro para limpar. O que polui a água são dejetos industriais e etc... água de poço de sítios e lugares afastados da cidade podem ser muito mais puras que a água tratada que vc bebe.

All in all, discordo de quase toda a sua interpretação. Não se deve analisar uma música palavra por palavra como vc fez. Renato era um poeta, não um criptólogo.

Marcos Mariano rebobinou e disse...

Olá caro anônimo. Não importa a maneira como você interpreta uma determinada obra desde que não se deturpe a sua essência.

A poesia é livre e aberta, não nos restringe a regras ou conseitos prédeterminados que nos amarre a uma unica forma de interpretá-la.

Eu interpretei frases que me lenvaram a um determinado sentido e não palavra por palavra como vc disse, mas ainda sim, a poesia de tão abrangente que é, me permitiria analisar palavra por palavra se eu o quisesse fazer.

Agora quanto ao fato de vc não ter concordado com a analise é um direito seu, e aqui é um espaço democratico, todos coméntarios são bem vindos, sejam eles contra ou afavor, desde que não sejam ofensivos.

Obg volte sempre

CLAUDIO NUNES rebobinou e disse...

Olha, na verdade essa música fala sobre o relacionamento entre um casal, parece “cocaína” metáfora pra vício, mas é só “tristeza” aparência. E o certo é : tua tristeza é tão exata e HOJE EM DIA é tão bonito, pois até isso "tristeza" já não existe mais com frequência. Eu fiz a interpretação da letra toda no youtube, inclusive do POÇO…http://www.youtube.com/watch?v=GeykwHHOxM8

Anônimo rebobinou e disse...

Achei a interpretação do início da música um tanto forçada e delirante. Acredito que o Renato foi mais simples. O vício da cocaína, faz com que o viciado, com o tempo, fique "fungando", parecendo com resfriado ou chorando....por isso no início da música, ele esclarece, que "...parece cocaína, mas (na verdade), é só tristeza"..."talvez tua cidade"....Brasília....as vezes muito fria e seca....

Postar um comentário

REGRAS DO BLOG
- Todos os comentários são moderados e só ficarão disponíveis após serem aprovados.

SERÃO BLOQUEADOS OU APAGADOS AQUELES COMENTÁRIOS QUE CONSISTAM EM:
- Ofensas, grosserias e discordâncias desrespeitosas contra o autor do blog, ou outros comentaristas;
- Comentários com o objetivo exclusivo de perturbar (trollagens, provocações e bullying virtual)
- Comentários sem relação alguma com o conteúdo;
- Comentários duplicados;
- Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa, grupo de pessoas e instituições;
- Pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
- Propagandas políticas, religiosas, de produtos e serviços.
- Comentários que caracterizem prática de spam;

 
no-repit center;